segunda-feira, julho 6

entre horas

mollo.

as notas estornudan nos miolos,
derrétenme o sentido,
corrómpen a eternidade; o silencio.

mollo...

tabilhona.

1 comentário:

Sara L. Miranda disse...

Belo blogue, parabéns. Um beijinho

Free Counter and Web Stats